Por que é importante investir em Branding?

January 15, 2016     / / / /

word cloud - branding

Muitas grandes empresas brasileiras conseguem encarar eventuais crises ou declínio econômico sem sofrer grandes traumas. Devido a tais contextos financeiros do país, não haverá níveis significativos de ganhos nessas épocas, obviamente, mas em compensação, também não haverá perdas irreversíveis. Quer saber como essas empresas sobrevivem bem ao caos econômico? Então acompanhe este post que produzimos para você e descubra mais sobre a prática do Branding e suas vantagens!

PRIMEIRO, O QUE É BRANDING?

A prática do branding consiste na multidisciplinaridade de atividades, como marketing, design, comunicação e planejamento. Desde a criação da marca, administração da mesma, bem como no reposicionamento dela no mercado caso haja algum problema, é feito por estratégias de branding. Será essa prática que irá construir, fortalecer e gerenciar todas as fases e necessidades de uma marca.

POR QUE INVESTIR EM BRANDING?

A respeito do que falamos na introdução, isso se torna possível apenas com uma marca forte, que esteja estabelecida na cabeça dos consumidores como algo confiável. É desta forma que a imagem das empresas é formada e consolidada. Esta confiança se torna real quando qualidades relevantes ao mercado são construídas, e desta forma, a própria sociedade se encarrega de “carregar a marca nas costas”, garantindo um negócio contínuo e com uma menor necessidade de medidas traumáticas.

O melhor de tudo é que isso ainda tem como consequência, se tratando de empresas de capital aberto, ações com um valor equilibrado. O investimento em branding faz com que a sua marca seja o seu porto seguro nos piores momentos. Gerir com foco a marca é o que produz, em longo prazo, os atributos que refletem principalmente no lucro, e estas qualidades devem ser claras, de forma a serem reconhecidas de forma fácil pelos consumidores, sócios e acionistas.

CASOS BEM SUCEDIDOS

Da busca de soluções é que aparecem as oportunidades, e geralmente estas aparecem em momentos de crise. Por isso, listamos alguns cases que te provarão como o branding é uma prática a se adotar:

  • Nos Estados Unidos, o fato de Barack Obama ter sido eleito, dizia muito a respeito das necessidades sociais da época, que eram principalmente relacionadas às mudanças. Aproveitando esta deixa, a equipe do candidato logo trabalhou em uma imagem que trazia a palavra “change”, além do slogan “Yes, we can”. O resultado disso, todos já sabem. São vários os exemplos de marcas que conseguem cair no gosto popular com poucas palavras se tornando uma marca forte, bem trabalhada no emocional das pessoas, como foi o caso do presidente eleito.
  • Os tempos de crise parecem que também inspiraram a Coca-Cola. Com slogans como “pratique gentileza”, e “o lado Coca-Cola da vida”, a empresa através de uma visão otimista realiza o investimento em branding trabalhando a necessidade de se manter otimista nas pessoas mesmo em épocas difíceis.

Investir em branding é algo realmente rentável, principalmente fazendo a marca parecer um ponto de apoio confiável em períodos de adversidades econômicas. Mas este otimismo deve ser honesto e incorporado à cultura do empreendimento para que seja transmitido com coerência, pois apenas desta forma isto pode ser associado de maneira positiva à marca, ou corre o risco de parecer apenas algo oportunista. Não se trata apenas de criar um logotipo mais simpático ou um bordão atraente.

Aqui citamos exemplos de grandes empreendimentos, mas esperamos que tenha compreendido o conceito e a aplicabilidade, em se tratando de pequenos e médios negócios.

Fonte: www.imagemscan.com.br

 

  /